26 maio 2011

Qual o valor de uma vida feliz?

Esse é um texto relativamente antigo, baseado em uma pesquisa sobre o que faz as pessoas serem felizes.

            Felicidade.O sentimento almejado por toda a humanidade desde sua origem.Muitos galgam a fim de alcançá-la, poucos conseguem o feito e, mesmo assim, não conseguem explicar como, nem por quê.E nem se estão felizes por causa de dinheiro.
            Surge, então uma polêmica em relação à felicidade: podemos ou não consegui-la sendo abastados?O dinheiro traz felicidade?
            Bem, o dinheiro pode trazer segurança, saúde e sobretudo, conforto.No entanto, valores como a amizade, o amor e a solidariedade - sentimentos que, ao serem demonstrados, nos deixam felizes de verdade - não podem ser conquistados com o auxílio financeiro.E, sem isso, o luxo de nada adianta para tornar-nos felizes, não sem ter alguém para compartilhar.
            Por outro lado, se temos dinheiro, dificilmente nos deixaremos abater por causa de contas, dificuldades financeiras ou necessidades domiciliares, e podemos aproveitar mais nossa vida da forma que melhor nos convier.Sendo assim, tornaremo-nos mais felizes com a ajuda do dinheiro - afinal, ele é indispensável para se viver hoje em dia.Se soubermos administrá-lo corretamente, nas horas certas o dinheiro pode ser um "belo" amigo em nossa busca pela felicidade, melhora ainda se já tivermos alcançado os valores já mencionados.
           Portanto, pode-se concluir que a felicidade se encontra, na verdade, naquilo que gostamos de fazer espontaneamente, sem preocupação ou obrigação, de forma que sintamos prazer ao fazer aquilo, e o papel do dinheiro está restrito ao custo desses lazeres...

Um comentário:

  1. Fabiana Yuri K. Yamamoto22 de julho de 2011 00:44

    Interessante, bom texto. A felicidade, em si, não necessita de muitas coisas, vai mais pela maneira de enxergar o mundo. Se as pessoas fazem o que gostam, levam uma vida de paz e serenidade com o outro. Estas naturalmente, creio eu, conseguem dinheiro sem tantos esforços por serem pessoas centradas e positivas.

    ResponderExcluir